Na brevidade do tempo…

Na brevidade do tempo…

O tempo não define a intimidade que temos com alguém. É necessário observar, analisar, aprofundar, chegar no âmago.  É que, de repente num piscar de olhos, de maneira hábil e desenvolta a proximidade chega…                                                                                                              Ela vem de onde não esperávamos e nos traz, na brevidade do tempo, tudo aquilo que o longo tempo não nos proporcionou…

Regina.

Leiria, 05 de fevereiro de 2019.

This post has already been read 778 times!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *