Se eu soubesse…*

Se eu soubesse…*

Se soubesse, quando menino que a vida adulta é um perigo, teria brincado todos os dias, até cair no sono… E nos momentos em que não estivesse envolvido em brincadeiras, repousaria mais no colo de minha mãe e seguraria mais firme as mãos de meu pai!

Se soubesse, quando menino que a vida adulta é um desafio, teria me lambuzado mais de lama e tomado muitos banhos de chuva!

Se  soubesse, quando menino que na vida adulta a verdade é sempre incerteza e a mentira, praticamente uma regra, teria sido mais inocente, teria acreditado mais nas minhas fantasias!

Se soubesse, quando menino que a amizade sincera é a de infância, teria brigado menos com os meus amigos, teria dito a cada um deles: “Eu amo você, mesmo com os seus defeitos”!

Se soubesse, quando menino que a morte, sempre, escolhe um lar para visitar esporadicamente, teria dito mais vezes: pai, mãe, meus irmãos eu amo a todos!

Se soubesse, quando menino que a verdadeira vida está na candura de uma criança, anotaria em letras garrafais  que os adultos, nos momentos mais difíceis, deveriam procurar uma criança, porque criança sempre encontra uma solução, pois ela nunca deixa de sonhar!

Se soubesse, quando menino que o abraço faz muita falta pelos corredores da vida adulta, teria abraçado todas as pessoas que encontrasse, pelo caminho..

* Desconheço a autoria, mas num lamento triste vejo a verdade e a solidão de quem escreveu e me solidarizo, com ele fazendo esta parceria.

Regina.

Leiria, 13 de novembro de 2018.

This post has already been read 861 times!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *