Ansiedade…

A ansiedade é a aflição causada pela desorientada pressa de viver o que já foi determinado, por Deus! Não adianta lutar contra; tudo já foi determinado, por Ele!                                                         Ela é tão difícil de ser controlada! Apesar de toda a minha fé, ela me assola muitas vezes! Não posso creditá-la, como “fracasso da fé”; isto é muito religioso! Aqueles que me conhecem e seguem, sabem o quanto Deus me ouve e atende! Eu creio que Ele é Puro Amor e nos acolhe nos momentos destas fragilidades!  Às vezes, as nossas mentes nos rebaixam a esta sensação, pela falta dos dispositivos necessários, para uma química perfeita no cérebro. Gatilhos da vida em si são disparados e apesar de não sermos vencidos, ficamos com o sentimento de fracasso intimo! Quando a ansiedade me leva ao quadro depressivo e não consigo me mover, encolhida em minha cama, é pelo Nome, Sangue e Poder de Jesus que clamo!

Estou ótima neste momento e espero voltar a fazer o meu trabalho ministerial. Já tive muitas crises, pela vida e mesmo assim, muitas vezes consegui escrever; mas desta vez não!                   Vivi momentos inquietantes, períodos enfadonhos, em meio a esta terrível e temida pandemia! Ela me deixou, como a tantas pessoas, me vendo abaixo do que desejo viver e ser! Minha inspiração se foi!
Acompanho pessoas e oro com elas, Já me senti uma hipócrita ao fazê-lo, até que meu psiquiatra me disse: “Regina isso não é hipocrisia; isso se chama amor, pois mesmo doente você acolhe o que sofre.”  Desta vez, a tristeza e a desordem me fizeram deixar por um tempo, de pensar no outro! Portanto, para você que me segue, perdão! E, se você se sente como eu, não aceite ninguém lhe dizer que isto que você está vivendo,  é para quem não tem com o que se ocupar!        Palavras não definem a dor e a tristeza de quem se sente assolado pela dor!

Eu confio de tal forma no amor de Deus que acredito mesmo que “a ansiedade é o estrangulamento da alma”, porque a culpa que não nos cabe, asfixia nossas emoções”!           Nos tornamos sensíveis demais, somos apenas coração! Jamais  a ansiedade poderá ser tratada como ” “fracasso da fé”, porque sem ela eu não estaria mais aqui!  É ela que me sustenta, levanta todos os dias e me faz viver!

Regina.

Leiria, 15 de janeiro de 2021.

This post has already been read 6943 times!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *