Eu lhe desejo…

Eu lhe desejo uma amizade que condense qualidades positivas. A razão de meu voto é porque o mundo em que vivemos, retirou de nós as muitas amizades…

Quando a maturidade chega, nos tornamos muito seletivos e vamos percebendo que certos amigos não o são, verdadeiramente! Por está razão, seguem os meus votos para o próximo ano! Uma ou duas amizades (se tiver sucesso), e que sejam acolhedoras e sensatas! Que ao sair de perto de você preservem sua integridade e confidências; que saibam ser doces sempre e duras quando perceberem que você está em vias de perigo! Que amem pelo que você é e não pelo que possa lhes oferecer! Que não  julguem naquilo que é tão difícil assimilar, acomodar ou dar conta! Que lhe permitam chorar e recolham as suas lágrimas no íntimo de si, por serem compreensivas e íntegras. “Saber que temos uns aos outros pode transformar a dor em aconchego!” Que riam com você de coisas bobas, mas que as ligam! Que participem do que é seu, não importando o que seja – uma crise existencial, um problema familiar, uma alegria imensurável; que se assentem ao seu lado, para um filme, um lanche, onde as trocas acontecerão! Que elas possam orar com e por você, sem misticismos que nos arrancam o Verdadeiro sentido de Deus, o Único que pode nos resgatar das quedas! Que ao lhe dizerem palavras de afeto sejam estas, retiradas de onde se guardam as fontes da vida. Que elas saibam, sobretudo, entender que amizades vão além do convívio diário, podendo serem mantidas firmes e consistentes, mesmo que a geografia as mantenha separadas, por mares, em terras distantes…
Que elas saibam guardar o seu íntimo, penetrando nele, apenas quando você o permitir!
Que lhe desejem uma paz que o mundo e homem algum poderá lhe roubar, porque nasceu de uma entrega, como um selo ou lacre inviolável na decência da lealdade e da fidelidade, naquilo que se propuseram ser, quando a afinidade surgiu!

Que, ao chamá-la de amiga querida, entendam o conceito correto da expressão, sem usá-lo, descuidadamente, porque somente assim não banalizarão o termo e nem lhe trarão tristezas, onde só deve haver confiabilidade.

Se você encontrar amigas assim, então, terá encontrado o seu tesouro!

Regina.

Leiria, 28 de dezembro de 2018.

This post has already been read 1037 times!

10 comments

  1. Eu encontrei esse tesouro!
    Posso contá-los na metade dos dedos de uma só mão!
    Ser amiga minha não é mesmo o mais simples! Sou um tanto sensível e exigente!
    Tenho muitas, muitas mesmo, conhecidas queridas, com muitas afinidades, e muitos momentos de alegrias para recordar! Muito carinho, afeto, mas são como outras pessoas que passam pelo meu caminho! Gosto das pessoas!
    Mas a amizade, o querer bem de verdade, o sofrer por causa, o chorar com, o torcer a favor, o não competir em nada, e principalmente o poder confidenciar… coisas tão difíceis… essas são as diferentes, as amigas!!!
    Você é uma delas Regina!
    Uma amizade, que nem sempre precisa das palavras! Basta estar lá, existir!
    As distâncias são mesmo indiferentes, apesar dos pequenos encontros, ficarem bem tatuados em minha vida!
    Sou grata a Deus por ter você e sua família, consequentemente!
    Deus te abençoe, te capacite e não permita, que você saia de onde eu te coloquei em minha vida!
    Tenha um lindo 2019!
    Que você encontre pessoas valiosas no seu caminhar!
    Beijos!

  2. Tia Regina, ler seus textos, mesmo sendo uma adaptação , é sempre um deleite.Ficou sensacional e me levou à uma grande reflexão! !! Amei. Muito lindo.?

    1. Tia Aninha! Você me enviou um texto, refleti nas minhas amizades e escrevi, pensando em você e nas outras amigas/irmãs que a vida, tão generosamente, me ofereceu! Se é uma adaptação ou não, não importa; para mim, o que importa é a minha homenagem às lindas e queridas amigas que tenho. Por tê-las, desejo que todos consigam alcançar amigas como as minhas que datam de mais de cinquenta anos! Beijo meu, querida minha.

      1. Tia Aninha! Você me enviou um texto, refleti nas minhas amizades e escrevi, pensando em você e nas outras amigas/irmãs que a vida, tão generosamente, me ofereceu! Se é uma adaptação ou não, não importa; para mim, o que importa é a minha homenagem às lindas e queridas amigas que tenho. Por tê-las, desejo que todos consigam alcançar amigas como as minhas que datam de mais de cinquenta anos! Beijo meu, querida minha.

    2. Tia Aninha! Você me enviou um texto, refleti nas minhas amizades e escrevi, pensando em você e nas outras amigas/irmãs que a vida, tão generosamente, me ofereceu! Se é uma adaptação ou não, não importa; para mim, o que importa é a minha homenagem às lindas e queridas amigas que tenho. Por tê-las, desejo que todos consigam alcançar amigas como as minhas que datam de mais de cinquenta anos! Beijo meu, querida minha.

  3. Gi irmãzinha amada, gostaria de ser como você.Tenho pouquíssimas amizades , na qual posso dizer, que estamos juntas pro que der e vier.Juntas prá rir, chorar, brigar, concordar , discordar e amar. Mas tenho
    certeza , você e eu temos aquela, ligação especial.Somos irmãs, mas principalmente: SOMOS AMIGAS, DE VERDADE.TE AMO MUITOOOOOOO!!!!!!!!

    1. Minha querida amiga e irmã!

      Você e a Sônia são as minhas primeiras referências de amizade! Não me lembro nunca de ter ficado muito tempo “de maL”, como dizíamos, com você…
      Por você, além de amizade, tenho carinho enorme e uma extravagante gratidão. Extravagante, porque não é deste planeta e, também, porque jamais conseguirei pagar ou retribuir! Tenha sempre, em mim, o consolo, o abrigo, a certeza de que somos uma pela outra, independente de qualquer situação!

      Deus a abençoe!

      Receba o meu amor e um beijo meu.

  4. Ré,

    Que linda mensagem!!!

    Atrevidamente me colocando no seu rol de amizades, senti-me envolvida por muitas e muitas lembranças. E, como se abrisse um álbum de fotografias à minha frente (amareladas por causa do longo tempo: quase 50 anos!), apreciei varias passagens de nossas vidas, da vibrante e inquieta juventude à serena maturidade. E foi muito prazeroso lembrar de tantos momentos compartilhados de carinho, de confidências, de algumas discordâncias e de muitas e sonoras risadas!

    Que o passar do tempo nos permita, mesmo que separadas por oceanos, estarmos juntas nos maus e bons momentos que a vida ainda nos apresentar, e que possamos ser mãos, colo e braços que acolhem, enlaçam, vibram e desfrutam de uma preciosa amizade.

    Beijos, querida amiga!

    1. Que lindo, Nanci!

      Este texto nasceu, após um que me foi enviado, pela tia Aninha. Concordei com algumas coisas e discordei de muitas e comecei a pensar nela e em você, Beth, Wânia, Maria Helena… Escrevi, exatamente, fazendo o mesmo que você fez: dei uma linda olhada no passado!

      Você deveria escrever; o faz muito bem!

      Obrigada por tudo. Eu lhe sou, imensamente, grata, pela amizade e por tudo que você muito bem sabe, já fez por mim e pelos meus. Você, certamente, tem um depósito no céu! Deus a abençoe!

      Beijo meu.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *