Por que, eu?

Me encontrei nesta semana com uma senhora, numa lavanderia pública e fiquei surpresa ao ver a sua indecisão, em relação a Deus, por ter na família alguém bem próximo, acometido por uma doença que exige um transplante. Ela me fez lembrar do questionamento contido em Malaquias 03:18, sobre a diferença entre justos e injustos! Lembrou-me, também, Jesus e Lázaro. Quando Jesus soube que “aquele que ele amava estava doente”, se demorou a ir ter com ele, para que a glória de Deus fosse manifestada. Naquele dia Jesus chorou! João 11:01 a 04

Deus continua sendo o mesmo e Seus milagres são como flashes! A cada um que me é contado ou que vivencio, me faz ver a razão pela qual Ele veio ao mundo! Ele nos ama! O fato de termos problemas, não importando a área, não pode nos impedir de ver que Ele, sempre, estará conosco! A pergunta que muitos fazem, sobre “por que eu ou por que comigo ou com alguém a quem amo (?) “, é o mesmo que dizer a Deus: você me abandonou? Na verdade, não nos foi prometido que não teríamos problemas por aqui! Não nos foi garantido um tratamento diferenciado… “no mundo tereis aflições…; lembra? João 16:33
O sentimento de abandono quando nem tudo nos vai bem pode trazer esta sensação, mas Ele espera que as circunstâncias adversas não nos tire de Sua Presença! Somos Dele!
A experiência do amor de Deus pode nos isentar destes sentimentos maléficos de distanciamento, quando oramos e entendemos que o tempo Dele difere do nosso! Tenho experimentado na minha vida e na de minha família o prazer de assistir a ação pronunciada e contínua Deste amor que continua inalterado! Não se calar sobre as concessões de Deus, sobre nós, pode edificar muitas vidas; portanto, não se cale e testemunhe! Aguardar Nele é ainda a melhor e maior de todas as estratégias! Buscar aí, bem dentro de você os livramentos dados, pode levar às pessoas grande esperança! Apenas creia, sem medo e propague o Reino!!

Regina.

Leiria, 04 de janeiro de 2020.

This post has already been read 273 times!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *