Bem aventurados…

E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:
Bem-aventurados… Mateus 05:01,02 e 03

Li, recentemente, uma frase de Gandhi, que despertou, ainda mais o meu interesse pelo Sermão do Monte:

“Se toda a literatura ocidental se perdesse e restasse apenas o Sermão da Montanha, nada se teria perdido.”

Uma verdade linda dita, por um homem não cristão, mas que vivia o cristianismo, de forma incontestável! Com meu interesse desperto, comecei portanto, a estudar o livro de Mateus e as bem aventuranças, com uma atenção a mais, do que nas inúmeras vezes em que já as li. Busquei todas as formas: reli, ouvi no meu aplicativo, assisti ao filme “O livro de Mateus” pelo You Tube e, então,  entendi a frase e a profundidade do pensamento de Gandhi e o ensino maravilhoso contido, nas Palavras de Jesus; aprendemos com Ele, todos os dias!                                                    Se nós cristãos praticássemos o que foi dito, por Jesus veríamos a solução para as nossas muitas batalhas e as de toda a humanidade. Ali fica manifesto que Ele veio, descido de  Sua divindade, para que pudéssemos vivenciar a Sua renúncia, naquela cruz, numa atitude de amor. Bem venturado/feliz quem assim entende!                                                                                                      Seria válido e legítimo, se nós começássemos a  prática! A lembrança de que Jesus, antes de reunir os seus discípulos, com esta finalidade foi batizado, por João Batista, no rio Jordão, onde se viu o céu se abrir e foi ouvida a voz de Deus dizendo: “Este é Meu Filho amado em Quem tenho prazer”, ainda ecoa e nos atraí a Ele!! Jesus foi levado, então, pelo Espírito Santo ao deserto, onde ficou quarenta dias e quarenta noites em absoluto jejum. Imagino quantas reflexões foram feitas, por Ele e como o Senhor de todas as coisas, sabedoria e poder foi alimentado pela Sua própria Palavra de vida! Se preparou, na comunhão e relacionamento íntimo, com o Pai! O inimigo chegou, portanto, atrasado, para tentá-Lo! Sabemos que Jesus o venceu ali mesmo e o fez se retirar, retrucando, serenamente, com outros versículos da Verdade que fizeram silenciar o tentador! Ainda hoje, os versículos podem nos libertar!

Não nos deixemos ser tentados! Só ganharemos a guerra, se tivermos conhecimento daquilo que nos foi deixado como um legado, com a finalidade de respondermos às provocações insanas de um caído.

Nos apropriemos disto!

Regina.

Belo Horizonte, 04 de setembro de 2018.

This post has already been read 45 times!

5a8d1917edd87072771346db5edb9538

5a8d1917edd87072771346db5edb9538

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus quatro netinhos: Gabriel, Kauã, Mateus e Joy!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *