Pai!

Pai,

Como é difícil entender

As dores que preciso

Silenciar e elas são tantas

E tão Intensas

Que me fazem, às vezes,

Desejar parar de lutar!

.

Apazigua o meu coração, ó Pai

Torne-o sensível e tolerante

Quando a deslealdade

Tão tendenciosa me atinge!

.

Pai,

É na Sua Palavra que me debruço

Pois só Você pode me nortear

Corrigindo as falhas

Da mágoa que preciso me desvencilhar

Porque a minha vontade

É de só acertar!

.

Pai,

Com Você ao meu lado

Não pode haver dor grande demais

E Sua voz precisa me ensina a clamar

Por um coração renovado

Serenado na Sua paz

Para que, rapidamente, saiba perdoar!

.

Pai,

Até que você venha

E me leve para Casa

Me ajude a manter acesa

A compaixão por quem me fere!

Regina.

todas-as-vezesBelo Horizonte, 26 de novembro de 2016

This post has already been read 216 times!

5a8d1917edd87072771346db5edb9538

5a8d1917edd87072771346db5edb9538

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus quatro netinhos: Gabriel, Kauã, Mateus e Joy!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *