Eu me importo com você! Esse blog é para inspirar, aconselhar e ajudar pessoas que precisam de uma mão amiga. Seja bem-vindo(a)!

November 20th, 2014

Sinto muito pela perda de seu amigo! Porém, não perca a fé. A Palavra de Deus nos diz que no final dos tempos, o amor se esfriaria de “quase” todos! Coloquei aspas no quase, porque, se estivermos fé, ela nos manterá ligados ao grupo dos quase e poderemos orar e interceder pelas pessoas, para que elas sejam revestidas com a armadura de Deus, se tornando invisíveis, para o mal! Antes de sair, ore! Se entregue ao amor do nosso Amado Deus, pois só Ele pode nos livrar, neste mundo tenebroso, em que vimos vivendo! Como sempre digo, se Deus não nos guardar, estaremos perdidos! Entregue, sempre, a sua vida a Jesus e Ele cuidará de você, aqui na Terra e quando você se for dela! Orarei, pela família de seu amigo, para que Deus os conforte!

Sinto muito pela perda de seu amigo! Porém, não perca a fé. A Palavra de Deus nos diz que no final dos tempos, o amor se esfriaria de “quase” todos! Coloquei aspas no quase, porque, se estivermos fé, ela nos manterá ligados ao grupo dos quase e poderemos orar e interceder pelas pessoas, para que elas sejam revestidas com a armadura de Deus, se tornando invisíveis, para o mal! Antes de sair, ore! Se entregue ao amor do nosso Amado Deus, pois só Ele pode nos livrar, neste mundo tenebroso, em que vimos vivendo! Como sempre digo, se Deus não nos guardar, estaremos perdidos! Entregue, sempre, a sua vida a Jesus e Ele cuidará de você, aqui na Terra e quando você se for dela! Orarei, pela família de seu amigo, para que Deus os conforte!

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

A afinidade dando o tom…

November 20th, 2014

Os amigos nascem em momentos inesperados! Uma vez, em nossas vidas procuramos descobrir quem são, do que gostam, nos envolvemos… Se estão perto fazemos da amizade um motivo a mais, para a afinidade que poderá nos ligar, por longo tempo ou por toda vida! Se nos conquistaram, mesmo que estejam distantes, nos entristecemos na saudade e falta que eles nos fazem. Se são irmãos de sangue os amamos pelos laços familiares e pelo convívio de afeto próximo; se se tornam irmãos nascidos no coração os acolhemos no profundo e inquestionável lugar de ocupação, em que Deus nos visita…

A afinidade dá o tom das conversações, nas coisas concernentes ao coração! Como é bom descobrir que alguém nos quer bem, apenas por sermos quem somos, sem interesses ou partidarismo… Perto nos integramos e buscamos a proximidade; se longe, no tempo e espaço somos amigos, porque a geografia não nos impede de exercer o nosso direito ao amor! Ele surge, inunda, alarga fronteiras e nos faz desejar todo bem do mundo, para aqueles que se aproximam, mesmo que por uma página, numa rede social! Abençoada tecnologia!!!

Regina.

Se eterniza!

Ewa Beach, 15 de novembro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , ,

Trazendo à memória!

November 18th, 2014

Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. Lamentações 03:21

Refletir é bom!

Muitas vezes, o profeta Jeremias foi penalizado durante o cativeiro Babilônico! Devido à rebeldia do povo de Deus, o profeta foi incansável em sua luta de levar ao povo, a Palavra do Senhor. Mesmo alquebrado e cheio de lamentos não desistiu das misericórdias do nosso Deus! O livro de lamentações expressa o sofrimento, em razão dos acontecimentos… Acontecimentos são corriqueiros, em nossas vidas; sejam eles bons ou ruins, porém, sempre retornam à nossa memória!

Hoje, tive a oportunidade de ter contato com fotos antigas de meu passado e uma nostalgia misturada a uma estranha dor me preencheu… Ela veio acompanhada de muita saudade e lembranças que não me saem da memória, porque foram marcantes demais! Me vi, então, em razão do acontecido, me recordando de tudo que vivi e, ao invés de murmurar, pela saudade de fatos e pessoas,  lamentei ao ver o passado passeando frente os meus olhos!

Lamentar pode ter várias conotações, mas nada que se assemelhe a amargura ou murmuração… Para mim, rever fotos de um tempo em que só existia, a minha família de origem, trouxe um lamento que se traduziu,  em lástima por aqueles acontecimentos tão deliciosos vividos! Foram acontecidos num tempo que não tenho como partilhar, com meus filhos… Lá eles não eram nem uma possibilidade para mim!

Eu, por diferentes e banais motivos que diferem dos de Jeremias revisitei o passado e lamentei não tê-lo vivido com maior intensidade!  Porém, como ele, numa analogia meio torta, também quero trazer à memória o que me pode dar esperança! Que meus filhos possam ter recordações lindas, como as que tive hoje! Rever com um deles, um pouco do que vivi, tendo a alegria de mostrar nas fotos antigas do acervo que não me pertence, uma época em que eles não existiam, foi muito gostoso!  Mostrei pessoas que eles tanto amam! Algumas já se foram de nós e muitas se encontram, entre nós, em amor e alegria!

A misericórdia do Senhor faz isto com a gente: traz para o presente, um memorial extravagante de fatos ocorridos no passado, mas que retidos na memória, contam uma história!

Bom mesmo é voltar à mocidade e se redescobrir ali, na bondade deste Deus de amor! Ele já levou muitos de  nossos queridos, para Si, mas nos deu e dá a oportunidade de demonstrar amor, enquanto há vida!

Gosto de orar!

Ó Deus, obrigada pela tecnologia que, num instante me trouxe tantas memórias. Eu lhe sou grata, por seu favor, por sua graça que nos faz refletir no quanto precisamos buscá-Lo, para entender que ter o prazer de amar os que se foram e os que, ainda, estão conosco, é um privilégio que vem a nós, através de seu Reino, no nome de Jesus, amém.

Um agradecimento especial à Renata Costa, pelo envio do acervo.

Regina.

Comece o dia!

Belo Horizonte, 28 de setembro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , ,

Evite expor a sua felicidade…

November 16th, 2014

Não exponha a sua felicidade. Existem pessoas que, definitivamente, não suportam a alegria do outro!!! Se preservar ainda é a melhor maneira de não perturbar a amargura e infelicidade alheia…

Já pensou? O mundo está cheio de ódio, de ressentimentos, as pessoas se enganam, se ferem, sem a menor preocupação e eu acredito que cautela é uma coisa  a ser observada! Sempre, quando vejo alguém expondo o seu bem viver familiar, oro pela pessoa!!

Nem todos se alegram, com a nossa alegria! Há que se conhecer muito, buscando companheirismo e vida integrada. Muitas pessoas sentem, inconscientemente, antipatia, e se perguntam, porque razão tudo aquilo não é de sua propriedade!!!

Não precisamos deixar de registrar, nas redes sociais quem somos e o que sentimos; basta expor menos o que temos ou somos! Infelizmente, estamos num mundo vil e as pessoas, ao invés de melhorarem e crescerem, muitas preferem o lugar comum da zona de conforto.

Adolescentes costumam ser competitivos e muitos carregam o sentimento de inveja! Se não são bem direcionados pelos pais ou responsáveis, se tornam adultos/adolescentes! E quantos adultos imaturos temos, por aí… limites não deve ser dado apenas às crianças; existem adultos necessitados de regras, em muitas áreas. Muitos distúrbios ficam escondidos, num lugar de difícil acesso, onde apenas Deus e terapeutas conseguem alcançar e modificar…

Não liguemos, para a inveja e mal querer! Apenas aprendamos a detectar todo mal, no nome de Jesus! E o mal sairá!!!

É um bem maravilhoso, se alegrar com as conquistas dos outros! O que vale, na verdade são as nossas puras intenções e, na medida em que aceitamos o outro, com aquilo que lhe é por direito, nos tornamos mais felizes e tudo flui!!

Regina.

Adultos sem limites.

 

Ewa Beach, 11 de novembro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , , ,

Mesmo em voos rasantes…

November 12th, 2014

Acalme o seu coração e saiba que eu sou Deus. Salmo 46.10

Refletir é bom!

Estar no Senhor é entrar em Seu descanso, sabendo que, mesmo que o dia não esteja, como desejávamos, é ainda o Senhor quem cuida de nós!

Há um refrigério permanente quando o nosso estilo passa a ser o extravagante poder, através da grandiosa graça do nosso Deus!!!

Eu amo muito o meu Papai que me faz andar em lugares altos, mesmo quando o meu voo é rasante…

Meu coração se alegra, por andar em concordância com tudo aquilo que Ele espera de mim… Mesmo sendo pecadora, inconsistente e tenha Lhe oferecido pouco frutos, a minha vontade de  viver debaixo da misericórdia vinda Dele, me conduz de volta à Sua graça, pois como igreja, eu e você que me lê, somos mais que vitoriosos, em Cristo Jesus!

Assim sendo, lavados e selados no sangue, entendemos que o nosso lugar é Nele e o nosso coração volta a se serenar…

Gosto de orar!

Ó Papai! Tem dias em que a nossa fragilidade nos faz pensar que não temos direitos e os nossos corações se fragilizam… Que bom é saber que é o Senhor quem cuida de nós! Isso  nos faz levantar os olhos do coração, para as máximas de Sua Palavra que nos tornam sabedores de que o Senhor é o nosso Deus! Nós Lhe somos gratos por tudo, no nome de Jesus, amém.

Regina.

Acalme o seu coração!
Ewa Beach, 12 de novembro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , ,

Manutenção do amor…

November 10th, 2014

Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. Habacuque 03:18

Refletir é bom!

Deus nos prepara, lindamente, contra os intentos do inimigo! Não foi à toa que a oração de Habacuque foi feita de maneira tão confiante, trazendo alento, para mim e para quem dela, se apossar!Abatimento é o contrário de confiança! Precisamos do bálsamo, do sangue, do poder, do Nome, da unção, para nos sentir vitoriosos, mesmo quando o mundo nos diz não!

Tudo deve ser entre o seu/nosso Amado Deus!

Hoje, o dia pode até ter começado, com uma conotação desfavorável, mas a alegria do Senhor tem que ser a nossa força e a graça Dele, eminente, sobre nós!

O importante, neste mundo tenebroso, é a manutenção do amor a Ele, o Senhor, na confiança de que Ele é, por nós!!! A oração que fazemos, confiantes nele, moverá o enorme coração de nosso Papai!

Boas novas veem por aí!!! Deus nos abençoe!

Gosto de orar!

Ó Senhor, assim como Habacuque modernos, continuamos sendo a Sua Israel espiritual. Continue a cuidar de nós, Papai e nos ensine que o Senhor é Deus de relacionamentos e que vive e espera que estejamos prontos, para aguardar sempre, pelo seu tempo, em nossas vidas, no nome de Jesus, amém.

Regina.

Fragrância de Jesus!

 

Ewa Beach, 19 de novembro de 201.4

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , , ,

Em busca de bons corações…

November 8th, 2014

Tenho um dó de pessoas fechadas, armazenadas, em si mesmas! Às vezes sentem, mas não dizem! Muitas vezes estão tão envolvidas em suas próprias causas que se esquecem de demonstrar que têm sentimentos… De tão preocupadas, com o que os outros pensam delas, vivem uma mentira e não enxergam um palmo, à frente do nariz… São incapazes de enfatizar o lado bonito que o outro tem ou de verem o quão lindas, talvez, sejam! Qual ostras vivem em um mundinho particular feito de verdades que só são reais, para elas e que, com uma observação mais acurada e sincera, poderiam dizer do sentem, pensam e falam, contribuindo tanto com o outro!

Aí, quando me deparo com a dor, com a gama de sentimentos retidos, com a incapacidade de enxergar um horizonte mais amplo, sinto pena! Sim, porque a vida corre, aceleradamente, e elas estão paradas, limitadas num comodismo que nos dá vontade de gritar bem alto: – “Acorde”!!!

No momento, estou dolorida pelas pessoas que não se veem e não se amam o suficiente, para despertarem, para o mundo ao redor e para as pessoas! Invadiram o meu espaço querido de amor, com a mesmice de suas rotinas e nem o meu um máximo cuidado, para que estejam atentas à vida e ao desejo de alargar suas fronteiras, o esforço delas é mínimo! Há tanta vida lá fora, parafraseando Lulu Santos! Tanta beleza em flores, cores, alegria, gente variada e com pensamentos maravilhosos de profundo  conhecimento e elas não desejam conquistar mais nada… Quanto pesar!

Para terem uma vida cinco estrelas, precisariam se amar mais e amar as pessoas, muito mais do que estão dispostas, na doação… Penso que a excelência reside, onde há verificações na conduta, na necessidade de entrega aos pensamentos e ações. Ter só pensamentos, sem demonstrar o bom coração é pequeno demais! Deixar o pontinho pequeno que enxergamos,  para nos concentrar  no que realmente somos, nos faz extravasar alegria e quebrar as muralhas que nos prendem…

Regina.

Pessoas de bom coração!

Ewa Beach, 07 de outubro de 2o14.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , , , ,

Nada pode nos separar…

November 6th, 2014

E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. João 07:37 e 38

Refletir é bom!

Quando temos sede de Deus a vontade de buscá-Lo se torna imperativa! Nanda, Mariana e eu estivemos na praia, para orar… As maravilhas que nos cercavam eram tantas, que o simples olhar ao redor, já era uma oração de agradecimento! De um lado a Terra prometida e seus encantos e à frente, o maravilhoso pacífico, em seu ir e vir, sem sair de seus limites…

Estávamos sedentas de Deus, de ouvir a Sua voz, de Lhe render nossa gratidão, por tantas bênçãos e ali, nos mantivemos em meio a louvores, testemunhos, analogias e muitas orações.

Sentir sede é algo inerente ao ser humano. Buscar pela água, uma necessidade! A água mata a nossa sede, refresca o nosso interior! E Jesus, também!!!

O que nos impede, às vezes de estar com ele, se sabemos que a Sua presença é uma constante? A ânsia de parar tudo e nos quedar aos Seus pés, como fez Maria, enquanto Marta reclamava de que ela não a ajudava… Ela escolhera a melhor parte, segundo Jesus e nós, na praia, também!

O que nos separava do mar era a areia, dizia a Nanda, e o que nos separa de Jesus na analogia é nos achegarmos a Ele, que é a Água da qual, jamais voltaremos a ter sede!

Naquela praia, com o mar quedando-se, aos nossos pés, ora mansa e outras vezes bravamente, fizemos o nosso ato profético e sonhamos, mais uma vez, em levar Jesus às pessoas que, como nós, têm sede Dele! A cada dia mais e mais, descobrimos que nada pode nos separar de Seu amor…

Gosto de orar!

Ó, Senhor, que noite linda tivemos ali, em Sua companhia! Nos ajude a colocá-Lo, em primeiro lugar, sempre, em nossas vidas, porque sendo o Centro de nós, nos manterá encharcados de Sua maravilhosa graça, no nome de Jesus, amém!

Regina.

Venha a Mim e beba!

Ewa Beach, 28 de outubro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , , , ,

Essa presidenta não tem nada de boba…*

November 4th, 2014

 

A primeira coisa que fiz ao ser apresentada a Dilma Rousseff, em junho deste ano, foi reparar nos seus sapatos. Baixinhos, um tipo de sapatilha de couro, arredondada na ponta, me deixaram claro que ela precisa de calçados muito confortáveis para lidar com a rotina maçante de uma presidência da República. O encontro com ela aconteceu de forma inesperada. A presidenta queria reunir os correspondentes internacionais para falar sobre os preparativos para a Copa do mundo. Ao confirmar a participação no jantar no Palácio da Alvorada, tremi. Por mais anos de estrada que se tenha na profissão, ver um chefe de Estado ao vivo sempre dá um certo nervosismo. Pois assim cheguei no dia 03 de junho a Brasília, para seguir ao Palácio da Alvorada, véspera da Copa do Mundo.

O time de jornalistas estrangeiros esperava do lado de fora da casa, observando o belo jardim do Palácio, enquanto conversávamos com alguns ministros, até que ela chegou cumprimentando com beijinhos quem não se intimidou. Ela então puxou o assunto: “E a Copa?”, e logo em seguida pipocaram as perguntas sobre os fantasmas que cercavam o evento – atraso de obras, surto de dengue, entre outras. Enquanto anotava discretamente o que ela dizia – a regra estabelecida pela presidência era não gravar o encontro – passei a reparar em alguns detalhes. Ficava olhando de perto o rosto da presidenta que tem fama de brava, séria, grossa, trator, e toda sorte de apelidos que a tiram do campo da feminilidade. Queria reparar nas rugas – muito menos do que eu imaginava – enquanto ela sorria. E sim, a presidenta sorri. E muito. Deu muitas risadas, e estava entusiasmada, pois tudo estava pronto para o início da Copa do Mundo, a contento.

Chamei a sua atenção quando fiz perguntas de infraestrutura, e as estradas que estavam sendo construídas no Centro-Oeste do país. Sabia que era um assunto que a presidenta gosta de falar, por ter criado um programa de concessões bilionário para melhorar a logística do país. E, efetivamente, ela disparou a falar com uma naturalidade que me deixou até assustada. Em nada lembrava odilmês, como foi apelidado seu modo de falar que por vezes repete palavras e dificulta o entendimento imediato. Ela tem um pouco de cabeça de engenheira, que absorve números, e desenhava no ar o que algumas estradas iriam fazer pelo país.

Mas o momento de ver a Dilma humana foi quando o assunto enveredou para as obras de infraestrutura no Nordeste. Nesse momento, os olhos da presidenta brilharam, e eu pude ver bem de perto que não era mais o cérebro da economista-engenheira, mas o coração da mãe de Paula, e avó de Gabriel, que se manifestava. Ela falou sobre o programa de cisternas, que levou perto de um milhão de reservatórios de água para as casas de pessoas carentes, que antes sofriam com a carestia. “Antes se trocava água pelo voto”, disse Dilma, que tomou o meu caderno para desenhar como eram as cisternas. Ela lembrou dos caminhões pipas que chegavam nessas regiões em véspera de eleições, para fazer ‘escambo’ de voto. O reservatório, porém, ficará para sempre, independentemente do governante que assumir a cidade ou Estado em questão.

Depois de algum tempo, a figura formal da presidenta havia desaparecido. Já era uma pessoa normal, uma profissional em seu ofício como os jornalistas que a rodeavam. Seguimos então para a bela mesa de jantar, e estava curiosa para saber quem se sentaria ao lado da presidenta. Ficou o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, do seu lado esquerdo, e um jornalista boa pinta do seu lado direito. Pensei com meus botões: “Ah, mas essa Dilma não tem nada de boba… ministro e jornalista bonitão, um de cada lado!”.

Lembrei desse detalhe quando, um mês depois, ela recebeu o ator Cauã Reymond no Palácio do Planalto, e ela o saudou antes que ao vice-presidente, Michel Temer, como manda o protocolo. “Desculpe Temer, mas não é todo dia que a gente tem um Cauã no Planalto”, disse ela, para deleite da plateia que caiu na gargalhada.

Dilma mora com a sua mãe na residência oficial, e não se tem notícias de amores ou namorados. “Não dá tempo”, respondeu ela certa vez numa entrevista. Por isso, nesse pequeno detalhe de quem estaria ao seu lado no jantar, que possivelmente era apenas uma coincidência, me despertou a curiosidade sobre como deve ser abrir mão de um relacionamento, e ser cercada por homens poderosos o tempo todo. A presidenta tem um quê de sedutora que o dia a dia não capta.

Em alguns momentos, passava pela minha cabeça que Dilma foi torturada brutalmente com choques elétricos durante a ditadura, chegando a ter a arcada dentária descolada de tantos socos. Quem consegue sobreviver sem amargura a isso? Tive vontade de enchê-la de perguntas a respeito, mas não vi brecha. Continuava reparando na Dilma humana, que evitou a sobremesa para não engordar, embora não tenha resistido a um bocadinho de sorvete, se a memória não me falha.

Depois de tanta informalidade, as perguntas duras já haviam sido feitas e houve espaço para matar as pequenas curiosidades. Quantas horas dorme? – Seis horas por noite. – Gosta de seriados? – Adoro as séries da BBC de época, e Downton Abbey. Quais livros está lendo? – O livro de Thomas Pikkety, Capital do Século XXI. E gostei de O homem que amava os cachorros (de Leonardo Padura).

Em seguida, ela mostrou o resto da casa, as pinturas, e os detalhes de obras do arquiteto Oscar Niemeyer na residência oficial. Ao final, antes de se despedir, reuniu os jornalistas para uma foto oficial. Sem me dar conta estava ao lado dela, e ela colocou as duas mãos nos meus ombros, numa proximidade inesperada. Cheguei do jantar pensando: “Por que ela tirou foto ao meu lado? Agradei nas perguntas?”. Ao trocar de roupa, me dei conta de um detalhe. Eu vestia um casaquinho vermelho, da cor do PT, o que deve explicar por que ela me escolheu para sair ao lado. Essa presidenta não tem nada de boba…

*  Carla Jiménez, é jornalista do El País e deu a sua opinião pessoal, nesta crônica que adorei e que foi publicado, no blog da nossa presidenta, Dilma Rousseff. Gostei da descontração do texto e faria, exato, como ela: observaria não a presidenta, mas a mulher que vem trazendo à tona a democracia!

Regina.

Uma nação unida!

Ewa Beach, 01 de novembro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , , , ,

Nada somos…

November 1st, 2014

 

É necessário que ele cresça e que eu diminua. João 03:30

Refletir é bom!

Muitas coisas nos causam tristeza, constrangimento e desconforto! Para mim, as pessoas que vivem, próximas e latentemente “o respeito humano” são incompreensíveis. Elas não estão preocupadas com o que são intimamente e sim, com o que o outro vai construir a respeito delas!

O versículo acima foi retirado do evangelho de João e dita por João Batista, precursor de Jesus e me mostra algo tremendo! Não nos importa qual o caminho e nem a maneira como devamos agir, desde que nos preocupemos, em ter intimidade e muita proximidade com Deus!!! Somente, assim, o diminuir será gradual e sincero. No mais, como diz o livro de Eclesiastes, tudo é “vaidade debaixo do Sol!!!”

Tenhamos, pois, atitudes firmes e bem pensadas! Não conseguiremos nos esvaziar de nós mesmos, se pensarmos no que o outro espera de nós, vivendo o que não somos, apenas, para agradar.

Quando abrimos mão de quem somos, com o nosso exemplo cristão, elevamos a Cristo, o nosso Senhor!

Gosto de orar!

Ó, Pai, nos livre de tentar parecer o que não somos, para sermos vistos pelo nosso próximo! Desejamos levá-Lo às pessoas com a nossa simplicidade, de maneira que ao nos ver, elas possam saber que nada somos, diante do Senhor, no nome de Jesus, amém.

Regina.

Meta e compromisso!

Ewa Beach, 28 de outubro de 2014.

Regina Celi

Regina Celi

Regina Celi de Santana é educadora, com especialização na área de Educação infantil, com mais de 40 anos de experiência. Autodidata, mãe de três filhos e vovó orgulhosa de seus três netinhos: Gabriel, Kauã e Mateus!! Após se aposentar se tornou uma culinarista e é proprietária da "Cia Sabor e Arte", em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.

More Posts

Tags: , , , , ,

  • Regina Celi: Ei, Maricó, minha filha, querida!! Cada encontr...
  • Mariana: Que coisa linda mãezinha! Imagina, se nossos encon...
  • Regina Celi: Ei, Ju, minha filha, querida! Nós sabemos que, se...
  • Juliana: Amém! Que segunda Ele faça a vontade dele na minha...
  • Regina Celi: Ei, Imaculada! Pode ligar quando quiser! Tudo que ...

By LYTRON Florida Web Design Web Design Fort Lauderdale